Roseta a Cruzília - Museu Nacional do Mangalarga Marchador

You are Here Home|Roseta a Cruzília – Museu Nacional do Mangalarga Marchador

A Estrada Real abriga muitas histórias!
Conheça uma delas, a cavalo!
Visite o Museu Nacional do Mangalarga Marchador!

Viagem a Cavalo Fazenda da Roseta a Cruzília

Uma viagem em ritmo suave, no compasso ágil de marchas batida ou picada em direção ao Berço da Raça Mangalarga Marchador. Em 1812, iniciou-se uma raça com personalidade doce, suave, porém forte. Vidas que se encontraram e se cruzaram dando origem aos cavalos Mangalarga Marchador. Fato que se deu na Fazenda Campo Alegre em Cruzília, cujo proprietário era Gabriel Francisco Junqueira, o Barão de Alfenas, responsável pela formação da raça. Para ilustrar com primor esta passagem da história, uma apeada e café com prosa no Museu Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador, situado em Cruzília. Na Fazenda da Roseta, antiga morada do Barão de Maciel, os registros do Pouso do Tropeiro e do Museu do Trabalhador Rural conduzirão à tropa, aos coches e às memórias dos tropeiros que acompanhados dos seus cavalos Mangalarga Marchador, por muito tempo, fizeram ali sua apeada, pouso e ponto de partida. Nesta viagem não há um lugar ou destino prá se chegar.

Há mais que isso! Um acontecimento, um encontro às origens de uma Paixão cujo nome é:

Mangalarga Marchador! Uma paixão que nos move e nos faz cavalgar em tempo, como nos velhos tempos.

Programação Sexta a Domingo
– dois pernoites e dois dias montados –
Fazenda da Roseta – Cruzília – Fazenda da Roseta

1º Dia – Boas-vindas na Fazenda da Roseta.

● Check in.
● Recepção de boas-vindas e visita histórica aos museus da Fazenda.
● Reconhecimento dos cavalos e equipamentos.
● Orientações básicas sobre Segurança.
● Jantar e pernoite no histórico Pouso do Tropeiro.

2º Dia – Da Fazenda da Roseta para Cruzília

Distância aproximada 27 km.

• Café da manhã e saída da Fazenda da Roseta para Cruzília.
• Caminho via Serra da Roseta.
• Estradas vicinais com pequenas variações por trilhas em pastagens e alguns trechos com marcos da Estrada Real.
• Paisagem serrana passando por córregos, matas, cafezais e reflorestamentos de eucalipto.
• Avistamento da Serra e cidade de São Thomé das Letras no caminho
• Passagem por um pequeno trecho de cerca de 2 km na antiga estrada que liga Baependi a São Thomé das Letras (estrada de terra).
• Passagem pelas Fazendas – Serra Verde, Corcovado, Santa Rita, Haras Barão de Alfenas, entre outras.
• Almoço piquenique com matula tropeira no caminho.
• Chegada no Pouso do Barão – Fazenda São Sebastião em Cruzília.
• Visita e café com prosa no Museu Nacional Cavalo Mangalarga Marchador.
• Jantar no Pouso do Barão – Fazenda São Sebastião, Cruzília.

3º Dia – Viagem a cavalo de Cruzília para Fazenda da Roseta

Distância aproximada 28,5 km.

• Caminho via Serra da Roseta com passagem pelo Vale Formoso.
• Estradas vicinais com pequenas variações por trilhas em pastagens e alguns trechos com marcos da Estrada Real.
• Paisagem serrana passando as margens do rio Baependi, cafezais e reflorestamentos de eucalipto.
• Passagem pelas Fazendas – Bonanza, Barro Vermelho, da Passagem, San Jose, Hotel Fazenda Vale Formoso, Hotel Fazenda Chalés de Minas e diversos haras.
• Almoço piquenique com matula tropeira no caminho.
• Chegada na Fazenda da Roseta pela histórica Trilha do Barão – trecho original da Estrada Real que ligava Aguas de Caxambu a São Thomé das Letras e Freguezia de Três Corações.
• Café despedida na Cozinha Rural do Pouso do Tropeiro e entrega de certificado e check out.

Facebook
Instagram