Viagem a Cavalo nos Trilhos da Estrada Real

Viagem a cavalo e um histórico passeio com a Maria Fumaça da Estação do Trem- São Lourenço a Soledade

Aqui, seu passeio eqüestre não tem apenas um destino traçado. Existe um roteiro idealizado com todo cuidado que o levará a conhecer, valorizar as origens e, sobretudo compreender a história e o sentido de preservar um patrimônio que é de todos.

A Viagem a Cavalo “Nos Trilhos da Estrada Real“ tem como ponto de partida, transitar pelas bem traçadas linhas e caminhos da história do Brasil . Trilhas que nos revelam histórias do ciclo do ouro e os trilhos que ainda mantem vivas algumas de suas antigas estações ferroviárias localizadas no Circuito das Águas.

O caminho velho do ciclo do ouro , como é chamado , compreende a região do sul de Minas Gerais. Entre as cidades estão Baependi , Caxambu, São Lourenço e Soledade de Minas que fazem parte desta rota da Estrada Real que há 300 anos, recebiam por ali os muares e tropeiros com suas cargas .

Importante destacar as belas paisagens que ainda sobrevivem nos caminhos e as montanhas envoltas pela natureza exuberante da serra da Mantiqueira (na linguagem indígena significa serra que chora, devido a suas inúmeras nascentes) e pelo serpenteado rio Verde que foi referência no desbravamento do Sul de Minas pelos Bandeirantes Paulistas.

A viagem ‘ Nos trilhos da Estrada Real’ se inicia na companhia dos cavalos que conhecem bem todo o roteiro que um dia foram por eles desbravados transportando pessoas e mantimentos. O término , na companhia da Maria Fumaça, acontece na Estação do trem das Águas em São Lourenço e Estação ferroviária de Soledade de Minas. Estações ainda bem preservadas e em funcionamento. Vale lembrar que os Tropeiros da região perderam parte de sua função com a inauguração da ferrovia “Minas and Rio Railway“ no ano de 1884 com a presença do Imperador D. Pedro II, a Imperatriz Tereza Cristina, a princesa Isabel, o Conde d’Eu e os príncipes D’ Pedro Augusto e D’ Augusto, filhos de D. Leopoldina.

A inauguração dessa obra, possibilitou interligar Minas Gerais com a Ferrovia Pedro II, no eixo Rio – Paulo. Sua construção foi um desafiante empreendimento que trouxe melhorias na qualidade de vida da população além de possibilitar o escoamento de produtos regionais, em especial o café sul mineiro. Na época, esse moderno meio de transporte foi um marco para o desenvolvimento do Brasil, considerando que o café (ouro negro) foi, durante muitos anos, o principal produto de exportação brasileiro. Infelizmente, a Ferrovia parou de funcionar nos anos 1970.

O trecho que será feito na jornada da Viagem a Cavalo “Nos Trilhos da Estrada Real” começa na Fazenda da Roseta, zona rural de Baependi, cujo proprietário da época, o Barão de Maciel, acompanhou a família imperial na inauguração da ferrovia. O passeio passa pelas Estações Ferroviárias de Caxambu, São Lourenço, Parada Ramon e Soledade de Minas. Os cavaleiros e amazonas poderão ver in loco as belíssimas Estações reformadas destinadas ao turismo ferroviário.

Felizmente, como nos velhos tempos, no trecho de São Lourenço a Soledade de Minas ainda funciona o “Trem das Águas” e assim iremos apear dos cavalos e embarcar em um dos vagões puxados pela belíssima Maria Fumaça.

Cavalos preparados, água no alforje, normas de segurança e vestuário em dia!

Um passeio imperdível para toda a família!

Confira as datas de embarque e o Programa de Viagem

1º Dia – boas-vindas na Fazenda da Roseta.

  • Check in na Fazenda da Roseta.
  • Recepção de boas-vindas e visita histórica aos museus da Fazenda.
  • Reconhecimento dos cavalos e equipamentos.
  • Orientações básicas sobre Segurança.
  • Jantar e pernoite na Fazenda da Roseta.

2º Dia – viagem a cavalo da Fazenda da Roseta para Caxambu.

  • Distancia a cavalgar – 21,5 km
  • Café da manhã e saída da Fazenda da Roseta com destino a Caxambu.
  • Percurso passa por estradas rurais da época do Brasil Império com destaque para a Trilha do Barão.
  • Lindas paisagens serranas, matas, vales e o rio Baependi.
  • Almoço tropeiro na Localidade de Volta Grande.
  • Em Caxambu, atividades turísticas a pé com visita ao Parque das Águas e Igreja Santa Izabel da Hungria (construída a pedido da Princesa Izabel por ter conseguido uma cura com as águas minerais).
  • Jantar e pernoite em Hotel em Caxambu.

3º Dia – viagem a cavalo de Caxambu para São Lourenço.

  • Distancia a cavalgar – 20 km
  • Café da manhã no Hotel em Caxambu e partida com destino a São Lourenço, passando pela antiga Estação Ferroviária de Caxambu.
  • Percurso passa por estradas rurais, trechos com marcos da Estrada Real e pelo leito da antiga estrada de ferro.
  • Lindas paisagens serranas, campos, matas e vales.
  • Almoço na localidade de Mato Dentro.
  • Em São Lourenço, atividades turísticas com visita ao Parque das Águas. Traslado do hotel até o centro por meio de veículos automotores ou charretes.
  • Jantar e pernoite em Pousada em São Lourenço.

4º Dia – viagem de trem de São Lourenço para Soledade de Minas.

Embarque no trem na Estação Ferroviária de São Lourenço, passagem pela Parada Ramon e desembarque na Estação de Soledade de Minas.

  • Distancia a percorrer de trem – 9,5 km
  • Visita as belíssimas Estações Ferroviárias de São Lourenço e Soledade de Minas.
  • A viagem de trem margeia o rio Verde com lindas paisagens serranas, campos e matas.
  • Retorno com a Maria Fumaça para São Lourenço.
  • Almoço de encerramento, em São Lourenço.
  • Retorno para Fazenda da Roseta de Van e check out.

 Informações gerais

  • 4 dias (incluso dia da chegada e partida), 3 pernoites e 2 dias cavalgando e um outro dia com passeio de Maria Fumaça.
  • Quinto dia na Fazenda da Roseta opcional.
  • Percurso total aproximado de 44km (média de 22 km/dia).
  • Média de 07 horas de viagem dia incluindo as apeadas para almoço e lanche (pode variar em função da toada de cada grupo).
  • Grupos de 02 a 10 cavaleiros e amazonas.
  • 01 guia montado para cada 5 participantes.
  • Carro de apoio.
  • Raça de Cavalos Mangalarga Marchador (marcha picada e batida).
  • Tipo de Sela: Australiana (outras, consultar disponibilidade).
  • Tipo de equitação a passo e marcha.
  • Obrigatório uso de botas ou perneiras e chapéu.
  • Capacete de segurança obrigatório para menores de 18 anos (fornecido pela Fazenda da Roseta).
  • Menores de 18 anos com a presença dos pais ou responsáveis.
  • Capas de chuva e alforges fornecidas pela organização.

Confira um vídeo sobre o passeio!

 

Facebook
YOUTUBE
Instagram
WhatsApp chat